Como Artesãs Brasileiras Chutaram a Crise para Longe?

50 bilhões de reais é o número que o artesanato movimenta atualmente no Brasil

O número é justificado por mudanças de atitude. As pessoas estão vencendo a crise econômica no país produzindo a sua própria renda com a produção e venda de artesanatos.

Publicado por Nalyne – Profª de Cartonagem Com Amor  * Recife


Segundo os dados colhidos no Portal EBC, o número de pessoas que procuram aprender alguma técnica artesanal vem crescendo como uma excelente alternativa para dar uma volta na crise.

Sua pesquisa com 3,6 mil artesãos confirmou o fato, pois 70% dos artesãos entrevistados afirmaram que fazem o seu artesanato para fins comerciais, ou seja, vendem.

Durante todos os anos, o artesanato vem tendo uma participação notável na economia do país.

A valorização dos produtos feitos a mão está cada vez mais ativa na cultura da população, dando grandes oportunidades de desenvolvimento de talentos e geração de renda.

Como escolher o artesanato que vende com mais facilidade?

Essa dúvida é o calo no sapato de muita gente que deseja aprender a fazer um artesanato admirável e, ao mesmo tempo, traga um retorno financeiro que compense todo o investimento em tempo e dinheiro.

Sendo uma questão muito comum aqui vão 2 dicas rápidas para te ajudar a dar um tiro certeiro na sua escolha!

  • Escolha um produto que seja útil. Pouco adianta ter um produto belíssimo, mas que não apresenta percepção de utilidade para o seu cliente. Seu produto deve satisfazer algum desejo do seu cliente, por exemplo: Seu cliente vive chateado porque todos os controles remoto (TV, Micro Sistem, Home Theater, etc) ficam espalhados pela sua sala. Então, porque não aprender a fazer um porta controle e vender a ele. Tenho certeza que você irá deixá-lo mais feliz por ter resolvido o que para ele, antes da sua solução, era um problema?
  • Invista em qualificação. Quanto mais a gente sabe sobre determinada(s) técnica(s), mais fácil se torna produzir. Outra questão, o investimento em qualificação lhe faz perder menos tempo na produção e te libera também mais tempo para dedicar à venda dos seus produtos (que na minha opinião devem ter igual peso). Não ter tempo para dedicar à venda dos seus produtos é um pecado mortal que, comumente, os artesãos que trabalham sozinhos em seu negócio cometem por estar com seu tempo 100% comprometido somente à produção dos produtos.

Como Fazer para vender um Produto Artesanal a um Preço Justo para Você e Para o Seu Cliente?

É importante entender que toda fonte de renda é obtida a partir de uma qualificação, fazer artesanato também não será diferente. A sua remuneração, quer seja alta ou baixa, também será determinada pela sua qualificação. As objeções de preços param de acontecer quando você é especialista no que faz.

Algo preocupante é que 19% dos artesãos não veem necessidade de capacitação (investimento em aprendizado), segundo dados colhidos pelo Sebrae [artesanato]. No mesmo estudo, outro dado mostrou como resultado que 29% dos artesãos informaram que a sua maior dificuldade é na comercialização dos produtos artesanais.

É muito claro que existe uma relação direta entre investir em capacitação com a melhora dos resultados na comercialização dos produtos e, consequentemente, na remuneração.

A falta de atenção à qualificação explica números tão altos que marcam 29%. Complemento que a capacitação é essencial não só nos quesitos da técnica de produção da arte, mas também em questões administrativas e dos pontos em que os produtos aparecem em contato com os clientes.

Quando observamos um número tão alto como os 50 bilhões movimentados todos os anos pelo ramo do artesanato no Brasil, a pergunta que não quer calar é:

Como eu poderia aproveitar essa oportunidade também?

Se quiser a minha humilde opinião, sugiro que procure saber mais sempre! Siga quem já tem resultados e invista na sua qualificação para maior fortalecimento do valor do seu artesanato. Também me encanto, como você, com trabalhos com acabamento perfeito, útil e valioso, mas saiba que isso se obtém com  investimento no aprendizado, como disse.

Há alguns dias postei aqui no blog um artigo que fala Porque alguns artesãos vendem muito e outros não“. Dá um pulinho e dá uma lida nele também. Tenho certeza que irá te ajudar a somar na sua percepção sobre negócios x artesanato e, ao mesmo tempo, te dará uma luz para começar de um jeito que te favorecerá.

Adianto que existe um problema das vendas dos produtos artesanais serem baixas que está relacionado a visão do artesão sobre o seu próprio negócio. Diferentemente do que se acredita, em muitos casos, somos mais responsáveis pelo nosso próprio sucesso do que qualquer outro fator. (MAS, isso eu te conto lá, tá? ;))

Conclusão

A qualificação/capacitação é o melhor caminho para fazer com que o seu artesanato brilhe e se torne um grande negócio. Do contrário é mais fácil cair nas estatísticas dos negócios que apresentam sérias dificuldades para vender e, consequentemente, crescer. Como resultado da falta de atenção dos artesãos à qualificação temos um número alto de artesãos que afirmam que a sua maior dificuldade é de fato vender os seus produtos. São números que marcam 29% conforme aponta estudo do Sebrae.

E você? Anda investindo em qualificação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *